Misakiguchi: paisagens deslumbrantes e atum fresquinho numa day trip de Tóquio | Tabeteimasu

Sabe quando bate aquela vontade de ir para um lugar mais isolado, sem muita gente, no meio da natureza? Então, essa vontade sempre bate na gente e mesmo estando perto de Tokyo e Yokohama, que tem parques lindos e silenciosos, ainda não é a mesma coisa. 

Queríamos fazer uma day trip e tentamos Kamakura, mas estava tão cheia que nem aproveitamos muito. Mas, num outro dia, o destino final de um trem que pegamos voltando para casa chamou a atenção: Misakiguchi.

Pesquisamos e descobrimos que havia um passe chamado Misaki Maguro Day Trip, por 3500 ienes (quase 35 dólares). Ele cobre a viagem de ida e volta entre Shinagawa, em Tóquio, e Misakiguchi, uma refeição em um dos 32 restaurantes participantes, um passe de ônibus ilimitado à área de Misakiguchi e mais um ticket para alguma atração como passeio de barco, aquário, onsen entre outros.

Você compra esse ticket direto das máquinas automáticas e ao lado delas sempre tem disponível um folheto explicando como funciona. Mostra as linhas de ônibus e um mapa para auxiliar na localização dos pontos turísticos e restaurantes.

Misakiguchi é conhecida por ser uma cidade pesqueira, principalmente de atum. Tanto que na estação de trem tem um trocadilho com o nome pois um dos kanjis do nome da cidade (三崎口) é similar a um katakana da palavra atum (マグロ, que se lê “maguro”). 

Trocadilho em vermelho na placa da estação de Misakiguchi, conhecida pela pesca de atum (Foto: Carlos Kato)

A viagem entre as estações de Shinagawa e Misakiguchi dura apenas 70 minutos. Chegando na estação final, pegamos um ônibus até a região do porto onde ficam concentrados os restaurantes e algumas atrações. O que mais chamou a atenção foi o número reduzido de turistas. Nada de filas longas ou multidão para pegar o ônibus.

Optamos pelo passeio de barco que tem algumas janelas na parte de baixo onde podemos observar o fundo do mar. Durante o passeio as gaivotas acompanham o barco deixando o passeio mais bonito ainda.

Na hora de almoçar foi difícil escolher entre tantos restaurantes, mas optamos pelo Seimiraku. Nele, o ticket dá direito a um maguro don: um chawan com arroz e fatias de atum por cima.

Maguro don, do restaurante Seimiraku: fatias de atum sobre arroz (Foto: Carlos Kato)

Depois seguimos para Jogashima de ônibus onde encontramos uma vista de tirar o fôlego. 

Como ali também existem vários restaurantes especializados em atum, fomos experimentar o Nakamuraya. 

Se você procura um lugar bem tranquilo para recarregar as energias, uma day trip para Misakiguchi vale muito a pena. 

Todas as fotos são de autoria de Carlos Kato. Para conhecer mais sobre seu trabalho, acesse: http://carloskato.com/  😉

Compartilhe:

Comentários

comments

Filed under Fora de Tóquio, Tabeteimasu

Ele, engenheiro, e ela, turismóloga, adoram comer, fotografar e descobrir novos lugares. Apaixonados pelo Japão, em 2016 largaram tudo no Brasil para viver novas experiências na terra do sol nascente e hoje realizam ensaios fotográficos em Tóquio, Yokohama e arredores. Na coluna "Tabeteimasu", compartilham com os leitores do Peach no Japão suas descobertas gastronômicas (instagram: @chkato e @13dmk).

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *