Go! Go! Nihon: assessoria gratuita para quem quer estudar japonês no Japão

Equipe da Go! Go! Nihon: serviço criado por estudantes para estudantes ;)

Fazer as malas para passar um tempo estudando fora do país é fichinha perto de todo o preparativo (para não dizer trabalho) que esse plano envolve. Antes de me preocupar com o que levar para o Japão na minha primeira vez no país, em 2013, passei quase um ano pesquisando sobre escolas de japonês, custo de vida, tipos de acomodações em Tóquio, imobiliárias, opções de internet, bancos, transferência de dinheiro, celular, etc. e tal, além de ter que correr atrás de toda a papelada para conseguir o visto de estudos. Fiz tudo por conta própria e, no final das contas, deu tudo certo. Ufa!

Estando no Japão, porém, sempre ouço histórias de pessoas que não tiveram a mesma sorte. Muitas ficaram insatisfeitas com o tipo de acomodação onde vieram parar ou com a escola de japonês. Mesmo na KAI, escola onde eu amei ter estudado durante um ano, tinham alunos que não se identificavam com a metodologia de ensino. Fora a trabalheira que dá reunir todos os documentos, sem saber direito quais são os formatos necessários para obter o aval da Imigração japonesa.

Euzinha durante o speech contest realizado pela escola KAI todos os anos

Foi justamente pensando em ajudar quem sonha em estudar japonês no Japão que surgiu a Go! Go! Nihon. A empresa criada pelo italiano Davide Rossi oferece o suporte necessário em todas as etapas desse processo, desde a escolha da escola de japonês para o perfil de cada um, análise da documentação para o visto, busca por moradias e trabalho, até a certificação de que o estudante está bem instalado no novo país de residência, tornando todo o processo mais tranquilo e seguro.

O próprio Davide chegou no Japão como um estudante do idioma e teve que enfrentar toda a burocracia da inscrição numa época em que as escolas não tinham sites em inglês e o processo era feito pelo correio. Vendo como era difícil para estrangeiros encontrarem informações e efetuarem a matrícula, ele se ofereceu para ajudar as escolas: num primeiro momento, criando sites em inglês, e, depois, assumindo toda a divulgação e atendimento voltado a alunos ocidentais.

Desde sua criação em 2010, a Go! Go! Nihon já trouxe mais de 6 mil estudantes ao Japão. Atualmente, a empresa ocupa um escritório em Shinjuku, Tóquio, onde mais de 50 jovens de diferentes nacionalidades trabalham para oferecer o serviço em 9 idiomas – incluindo o português – de forma gratuita.

Suporte gratuito? Como assim?

O aluno não paga um centavo a mais para ter à disposição esse serviço. O montante pago é exatamente o mesmo que seria pago à escola se o trâmite fosse feito diretamente. Isso é possível pois a Go! Go! Nihon possui acordos com as principais escolas de japonês de Tóquio e também em outras cidades – o que torna esse negócio um win-win-win, como diz o próprio Davide nessa entrevista: alunos ganham, as escolas ganham e a Go! Go! Nihon também.

Tenho muitos leitores que me procuram para esclarecer dúvidas sobre cursos de japonês no Japão, mas como a minha experiência fica limitada à escola Kai (e isso já faz 4, 5 anos), prefiro recomendar os serviços da empresa. Depois de ter trocado inúmeros e-mails com o brasileiro Felipe Pepe (inclusive para pesquisar cursos para mim) e, finalmente, de ter conhecido a equipe em Tóquio, vejo que são competentes e muito dedicados no que fazem. Como eles dizem, é um serviço fundado por estudantes, para estudantes.

Para saber mais informações, entrem no site: https://gogonihon.com/pt/

(post patrocinado)

Compartilhe:

Comentários

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *