Mergulhando em memórias de família com o filme “Lámen Shop”

Lámen Shop, filme de Eric Khoo, estreia no Brasil no dia 26 de julho de 2018

Impossível não pensar na minha avó e nos encontros de família de quando era criança ao assistir Lámen Shop, filme que entra em cartaz no Brasil nesta quinta-feira (26). Com uma personalidade forte e imponente, ela fazia questão de marcar essas reuniões familiares de tempos em tempos – e ai de quem faltava. Costumávamos ir a restaurantes japoneses bem tradicionais, em São Paulo, onde ocupávamos um andar inteiro no zashiki, aquela sala reservada no tatami.

Não lembro onde eram esses restaurantes, nem como se chamavam (será que eram mesmo restaurantes?) – memórias de infância podem ser meio nebulosas. Mas lembro sim que nesses almoços ou jantares eu gostava de comer uma espécie de pudim de ovo, servido bem quente num potinho.

Minha avó, que na verdade era a madrasta do meu pai mas que nunca fez nenhuma distinção entre netos de sangue ou de consideração, faleceu quando eu tinha 10 anos. E foi no Japão, aos 28, que voltei a ter esse gostinho de infância. Reconheci no chawan-mushi o tal do pudim de ovo, que, logo na primeira colherada, me levou direto a essas festividades de família. Natsukashii.

Chawan-mushi: sabor de infância logo na primeira colherada (foto: Piti Koshimura / Peach no Japão)

Além do reencontro com o chawan-mushi, facilmente encontrado nos restaurantes do tipo kaiten-zushi, morar no país de origem dos meus avós me permitiu mergulhar na culinária afetiva do gohan, o arroz japonês, do mochi, do manju, e do oshiruko, sobremesa feita com feijão azuki que minha mãe preparava quando éramos pequenos.

Comida é muito mais que nutrientes para o corpo ou prazer imediato para as papilas gustativas. Comida é afeto, história, lembranças e laços. Eric Khoo, diretor de Lámen Shop, sabe disso muito bem e nos comove com a saga de um jovem atrás das memórias afetivas da sua família por meio dos pratos que saboreava quando criança.

Dividida entre Japão e Cingapura, a narrativa mostra a comida também como um pedido de perdão pelas mágoas que ecoam de um sangrento episódio da história dos dois países, conhecido como a Batalha de Cingapura.

Não vou falar muito mais, apenas isso: leve um lencinho.

Lámen Shop (2018)
Diretor: Eric Khoo (Singapura)
Produção: Japão, Cingapura e França
Distribuição: Imovision
Promoção: Jojo Ramen
Duração: 90 minutos
Data de estreia no Brasil: 26 de julho de 2018

PROMOÇÃO: Jojo Ramen e Espaço Itaú de Cinema (unidade Augusta, São Paulo/SP) 
Levando um cupom fiscal do Jojo Ramen, vocês terão 30% de desconto na bilheteria do Espaço Itaú de Cinema da r. Augusta, mesmo na meia-entrada. E levando o canhoto da entrada do filme visto no mesmo Espaço Itaú, vocês terão 20% de desconto em qualquer lámen do Jojo Ramen, de segunda a quinta-feira, na hora no almoço. Aproveitem pois as chances de sair do filme com a barriga roncando são altíssimas! 🙂

Jojo RamenR. Dr. Rafael de Barros, 262 – Paraíso, São Paulo – SP
Espaço Itaú de Cinema – sala 4: R. Augusta, 1470 – Cerqueira César, São Paulo – SP

 

 

Compartilhe:

Comentários

comments

Filed under Filmes e séries

Produtora de conteúdo interessada em cultura e artes, juntei meu fascínio pelo país de origem dos meus avós com a minha paixão por compartilhar histórias para criar o Peach no Japão. Aqui vocês encontrarão devaneios sobre cultura japonesa, histórias de viagem e dicas que não estão nos guias ;)

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *